Priori Incantatem

Priori Incantatem
Priori Incantatem entre Lord Voldemort e Harry Potter em 1995
Encantamento:
Prior Incantato
(PRI-or in-can-TAH-toh)
Tipo:
Encantamento
Movimento de mão:
Mantenha a ponta da varinha apontada para a varinha do alvo
Luz:
Dourada
Efeito:
Revive antigos feitiços lançados
Criador:
Fenômeno natural
IFx.pngUm jato de luz verde foi emitido da varinha de Voldemort, assim como um jato de luz vermelha explodiu da de Harry — que se encontraram no ar — e de repente a varinha de Harry vibrava como se uma carga elétrica tivesse surgindo através dela; sua mão apertou-se em torno dela; ele não poderia tê-la largado nem se ele quisesse — e um feixe estreito de luz conectou as duas varinhas, nem vermelha, nem verde, mas brilhantes, como ouro profundo. Harry, seguindo o feixe com o olhar atônito, viu que os longos dedos brancos de Voldemort também estavam segurando uma varinha que estava tremendo e vibrando. IF.png
―Descrição do fenômeno[fonte]

Priori Incantatem é um fenômeno mágico que pode ocorrer quando duas varinhas que compartilhem o mesmo núcleo são forçadas a competir em um combate. É por vezes referido como o "efeito do feitiço-reverso". Ele também pode ser induzido através de feitiços analíticos, como uma extensão do feitiço Prior Incantato.

Efeitos

Cedricspirit.jpg
O eco de Cedrico Diggory.
Durante um duelo, uma conjuração simultânea de ambas as partes com varinhas gêmeas vai provocar um efeito em que ambas as varinhas ficaram ligadas através de distintas linhas de energia mágica. Os dois titulares das varinha então competirão em um duelo conhecido como "batalha de vontade", no qual a varinha do perdedor é obrigada a exibir em formas fantasmagóricas os feitiços que tinham sido emitidos pela referida varinha, na ordem dos mais recentes para os mais antigos. Se entre essas magias estiver uma Maldição da Morte, as vítimas vão aparecer em formas semelhantes a fantasmas, capazes, inclusive, de manter conversa com os seres que estiverem nas proximidades. Quando os feitiços entram em contato eles enviam um pulso sísmico que tem força suficiente para derrubar os espectadoresmais proximos. Quando os feitiços se encontram, eles se entrelaçam, o que torna difícil para qualquer um dos conjuradores quebrar a ligação. Resíduos semelhantes a lava vulcânica caem a partir do núcleo da conexão, possivelmente representando as vontades e a energia dos encantamentos dos conjuradores. Um efeito cúpula ocorre durante a conexão, a fim de manter afastados todos os intrusos que queiram atacar os duelistas. O som da ligação é semelhante a estalos elétricos.

Feitiços semelhantes

O efeito é semelhante ao feitiço Prior Incantato (mas esse feitiço não precisa de uma conexão entre as varinhas), o que faz com que a varinha direcionada relance (de forma segura) seus últimos feitiços.

Casos conhecidos

A única ocorrência amplamente conhecida do Priori Incantatem surgiu em 1995, no cemitério em Little Hangleton, quando Harry Potter duelou contra o recém-ressuscitado Lord Voldemort. Ambas as duas varinhas em questão tinham uma pena da mesma Fênix seu núcleo (curiosamente a pena era de Fawkes, animal de estimação de Alvo Dumbledore). Devido à raridade de núcleos gêmeos estarem sempre se encontrando com o outro, este também é considerado um fenômeno muito raro.

Priori Incantatem raramente acontecem quando dois adversários usam suas varinhas de forma forçada na batalha. A razão para o caso do duelo de 1995 entre Harry Potter e Lord Voldemort são os núcleos gêmeos das varinhas; uma vez que as varinhas reconhecem uma a outra como "irmãs", elas se recusam a destruir-se mutuamente. Entretanto, quando estimulada, a varinha dominante (Ex: a de Harry) força a submissa (Ex: a de Voldemort) a regurgitar seus feitiços passados.

Etimologia

Uma possível etimologia para Priori Incantatem é "encarnação passada", referindo-se ao seu efeito de "regurgitar" feitiços passados. No entanto, no latim, significa literalmente "encantamento anterior" ou "feitiço anterior"; mais literalmente, um encantamento é um feitiço falado em voz alta.

Curiosidades

Artur weasley duel.gif
Arthur Weasley em um duelo contra um Comensal da Morte não identificado, produzindo um efeito semelhante ao Priori Incantatem.
  • Durante o duelo, a varinha de Voldemort emitia "gritos de dor", que poderiam referir-se a Maldição Cruciatus que ele usou anteriormente em Harry e em Rabicho (quando puniu este último por deixar Bartô Crouch escapar).
  • Ao longo das adaptações para o cinema há vários casos em que dois bruxos, durante o desenrolar do duelo, se encontram bloqueados de efetuarem feitiços no seu adversário, durante o Priori Incantatem. No entanto, isso pode ser desconsiderado, pois todas as ocorrências (exceto em o Cálice de Fogo) carecem de elementos-chave do Priori Incantatem, como a "insuficiência" de feitiços realizados pelas varinhas, a "gaiola de ouro" em torno dos conjuradores, e o núcleo de varinhas gêmeas. David Yates admitiu que ele queria varinhas para conectar nos filmes para fazer o efeito. Instâncias deste incluem: Alvo Dumbledore e Lord Voldemort durante o duelo no Atrium do Ministério em Harry Potter e a Ordem da Fênix; um Comensal da Morte e Artur Weasley na Batalha de Hogwarts em Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2; e Harry Potter (usando a varinha de Draco Malfoy) e Lord Voldemort (usando a Varinha das Varinhas) várias vezes durante o confronto final de Voldemort, também em Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.